Como fotografar o exterior do imóvel?

Esta é, a maior parte das vezes, a primeira fotografia que o cliente vai ver quando procura um imóvel.

O exterior é o que determina, na maioria das vezes, se o cliente vai ou não continuar a ver o imóvel.

É muito importante conseguir a melhor imagem, porém convém ser o mais honesto possível. Por vezes pode sentir-se tentado a esconder certas partes da propriedade que lhe retira valor. Porém convém ter em conta que existem coisas que não serão um problema por não estarem presentes e outras que fazem toda a diferença.

Por exemplo, existe uma obra ao lado, e a grua surge na imagem, se a retirar não será um problema grave, uma vez que as obras eventualmente chegarão ao fim… Algo que não convém retirar, são as “distrações” permanentes, tais como, cabos elétricos, Postes de Água…

Luz
É um dos aspetos mais importantes na fotografia exterior, quer esteja sol ou um pouco nublado, deverá posicionar-se de costas voltadas para o sol sempre que possível.


Sol

O melhor nesta condição metereológica, é ter o sol a bater diretamente na frente do imóvel mostrando o no seu melhor.
Se o sol estiver por trás do imóvel, além do céu ficar superexposto (muito claro) a frente do imóvel irá ficar com um aspeto morto/incolor…


Nublado / Encoberto
Se estiver um dia nublado,  tem duas opções, voltar outro dia, quando estiver sol, ou tirar uma foto na mesma. Mais uma vez, é importante que o sol esteja para trás, embora esteja “escondido”, ainda irá ter um efeito sobre a sua fotografia.
Certifique-se de que com a luz que tem disponível , consegue ver os detalhes nas paredes, janelas e jardim.


Noite

Algumas das fotografias mais apelativas de um imóvel que se vêem online, foram tiradas à noite ou ao escurecer. Se o sol se está a por na frente do imóvel irá conseguir que as paredes fiquem com um “brilho” quente dando um ar requintado ao imóvel.

Se o sol se estiver a por por trás do imóvel, ótimo! Também é um cenário em que vai conseguir tirar fotos fantásticas. Porém, para estas fotografias deverá ter em conta alguns aspetos:
– Peça ao proprietário para acender todas as luzes do imóvel, interiores e exteriores, e que abra as cortinas;
– Procure aquele que lhe parece o melhor local, o que tem o ângulo que favoreça mais a propriedade e no qual, se possível, apanhe todo o imóvel.
– Se tiver tempo aguarde que o céu fique quase escuro, mas que ainda seja visível alguma luz;
– Nos controlos manuais da sua máquina, se colocar uma abertura de F8, o ISO a 100 e uma velocidade de poucos segundos deverá conseguir uma boa foto.


Ângulo

Tal como referido acima, antes de colocar o seu tripé no local final para fotografar, dê uma volta pela propriedade para encontrar o melhor local. Porém outro aspeto a ter em conta será incluir características que acrescentem “valor” ao imóvel, por exemplo:
– Se este tiver uma piscina, inclua-a;
– Se existirem árvores circundantes, inclua-as também;
– Tem relvado? Também é uma característica interessante a incluir;
– Se tiver uma mesa na área da piscina, coloque algumas bebidas.



Resumidamente, tente ao máximo criar um cenário o mais agradável possível, porque tal como foi referido no início, a fotografia exterior é normalmente o primeiro contacto para que um cliente tome a decisão de fazer ou não, uma visita ao imóvel.

Last modified on Fevereiro 5th, 2015 at 10:47 am