A importância da Newsletter no mercado imobiliário (Parte 1)

Criado na década de 70, o e-mail é uma das ferramentas de comunicação mais comuns entre os utilizadores da internet. Desse modo, as empresas reconhecem a importância deste meio como forma de chegar a clientes e potenciais clientes. Nesse sentido, a newsletter assume-se como uma opção de comunicação fácil e capaz de gerar uma maior proximidade com o seu público-alvo.

A newsletter é uma ferramenta de e-mail marketing que oferece um canal direto de comunicação entre a empresa e os seus clientes. Tem como principal objetivo criar vínculos com o leitor, criando um relacionamento mais próximo com a sua marca e gerando uma maior confiança e credibilidade para com os seus clientes, que acabam por se sentir como parte integrante do seu negócio. Ao contrário dos diversos tipos de e-mails promocionais, a newsletter não é focada numa oferta específica de serviços, mas sim numa abrangência de interesses e conteúdos informativos.

Além disso, a principal vantagem da newsletter é o facto de ainda ser uma das formas mais económicas de marketing para o seu negócio imobiliário, devido ao seu envio direto por e-mail. Com uma rápida e fácil implementação, a sua empresa consegue facilmente comunicar, sem investir muito do seu orçamento, tornando-se num dos canais de comunicação e interação mais efetivos.

Contudo, convém ter especial atenção sobre qual o objetivo da newsletter que pretende enviar. Dessa forma, deve fazer um planeamento antecipado dos respetivos envios, definindo públicos e conteúdos, sob pena de enviar conteúdos irrelevantes para públicos errados. A melhor forma será escolher o que pretende dar a conhecer (ofertas, produtos, serviços, notícias, etc.), e qual será o público mais recetivo a essa informação.

Lembre-se sempre que, mais do que um vendedor, a sua newsletter irá apresentá-lo como um parceiro de negócio. Com o envio regular destas informações irá conseguir construir uma imagem de marca para o seu negócio. Assim, as newsletters que enviar começarão a ser aguardadas como um veículo privilegiado de divulgação de informação.

(Veja aqui a Parte 2 deste artigo)

Last modified on Abril 14th, 2015 at 10:15